DP-Remoto - Assessoria e Consultoria em Departamento Pessoal

A terceirização do departamento pessoal vem se mostrando uma estratégia para a administração de empresas de diversos tamanhos, seja para otimizar tempo, para garantir mais segurança nos processos ou até mesmo economizar dinheiro.

Com a lei da reforma trabalhista de 2017, que permitiu a terceirização de atividades-meio e também de atividades-fim, o horizonte para terceirização de setores estratégicos se ampliou e tem se mostrado vantajoso para muitos empresários.

Mas é preciso entender as reais necessidades de uma empresa para saber se a terceirização do DP será mesmo a opção mais vantajosa.

O Departamento Pessoal é o grande responsável pela gestão de funcionários da empresa. Esse setor desempenha diversas funções que são extremamente importantes, como por exemplo: férias, atestados, contratos, gestão de folha de pagamento, jornada de trabalho, licenças médicas e muito mais.

A CEO na DP-Remoto – Terceirização Assessoria e Consultoria em DP, Deise Freitas destaca que o DP, juntamente com a parte jurídica, atua para dar proteção a empresa colaborando para o cuidado do passivo trabalhista junto aos funcionários.

Simplificando, o Departamento Pessoal é o encarregado dos trâmites burocráticos que são relacionados aos funcionários. Das formigas operárias, o setor é o chefe de operações. É ele que garante a melhor organização dos processos internos da empresa e o cumprimento dos deveres e direitos da empresa e dos funcionários, bem como a efetividade das normas trabalhistas, para que todos trabalhem sem preocupação.

 

Como funciona a terceirização de um departamento pessoal

Para entrar no assunto e descobrir se a terceirização do DP é a melhor escolha para sua empresa, é preciso repassar alguns conceitos de como funcionam as terceirizações de setores específicos e o que faz parte, de fato, do departamento pessoal.

A terceirização nada mais é que a transferência das responsabilidades de determinado departamento de um negócio para uma outra empresa especializada naquela área. Portanto, terceirizar o DP da sua empresa é “entregar” para uma empresa especializada as tarefas burocráticas deste setor.

O primeiro ponto a se ter bem claro é de que o DP não faz o mesmo trabalho que o RH. Um erro comum é juntar as duas áreas em uma só e pensar elas como um único setor.

Enquanto a área de Recursos Humanos lida com políticas de contratação e competência de cargos, o DP é o setor responsável por cuidar dos custos trabalhistas e seus processos formais.

Podem ser terceirizadas atividades como o processamento da folha de pagamento, processos de admissão, demissão, avaliação, férias, administração de benefícios e controle de ponto, questões como encargos sociais, etc.

A terceirização normalmente surge como uma alternativa para empresas que buscam um diferencial competitivo no mercado, que querem economizar com contratação e ainda reduzir custos operacionais.

Empresas que já sabem da importância de ter os setores de RH e de DP separados também buscam terceirizar o DP para poder focar no desenvolvimento de pessoas e na retenção de talentos e mesmo na atividade principal do empreendimento.

 

Terceirizar ou não terceirizar: eis a questão

Esse tipo de terceirização é ideal para empresas de pequeno e médio porte, que não precisam contratar mais pessoal para focar apenas nesse setor. Às vezes a empresa nem tem setor de departamento pessoal e essas questões acabam sendo realizadas pela empresa contratada de contabilidade ou mesmo ocupando o tempo do próprio proprietário.

Mas para saber mesmo se vale a pena, é preciso considerar os pontos positivos da terceirização e levar em conta a realidade e objetivos da sua empresa hoje.

Confira abaixo as principais vantagens:

  • Redução de custos – Terceirizando, a empresa não terá que lidar com encargos trabalhistas (FGTS, previdência, 13º, férias, etc) de um profissional contratado – o que costuma ser um custo muito grande para pequenas empresas.
  • Garantia de profissionais atualizados – É preciso estar sempre capacitado e atualizado para lidar com leis e normas vigentes. Com uma terceirizada, esse investimento e treinamento ficam sob responsabilidade da empresa especializada.
  • Redução de riscos – Com a folha de pagamento sob administração de uma equipe especializada, a empresa correrá menos risco de cometer erros de cálculo e possíveis processos trabalhistas, garantindo mais segurança ao lidar com as leis e cálculos da folha e ainda uma boa relação com os colaboradores.
  • Maior atenção voltada à atividade-fim e às estratégias do negócio – Deixando as atividades operacionais do DP com a equipe terceirizada, o empresário pode focar nas atividades estratégicas da sua empresa, voltadas a atividade principal do seu negócio.
  • Otimização do espaço – Com um departamento a menos dentro do espaço físico da empresa, o empresário não tem que investir em mais salas e equipamentos. Ideal para pequenas empresas, com espaços compactos de trabalho.

 

Conclusão

A melhor opção vai ser aquela que fizer mais sentido para a realidade da sua empresa no momento.

Uma solução para quem quer manter a empresa terceirizada – seja ela especializada em departamento pessoal ou uma agência de contabilidade – é terceirizar apenas certas atividades, e não o departamento pessoal todo.

Manter rotinas mais burocráticas como fechamento de folha, gestão de férias, benefícios e contratações e desligamentos com o RH pode ser a melhor opção.

Sabendo quais os serviços do departamento pessoal que podem ser terceirizados, é preciso agora colocar no papel os gastos com cada uma das opções. Compare os gastos com as atividades sendo realizadas internamente e com outra empresa.

Se a empresa tende a se expandir rapidamente e contratar mais, talvez manter o DP dentro da empresa seja mais viável. Também é importante pesquisar uma empresa confiável para a função e considerar a qualidade dos serviços da mesma na hora de decidir.

 

Como a reforma trabalhista afeta a terceirização de um serviço?

Em 2017 entrou em vigência a Lei 13.467, que alterou a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Com o objetivo de adequar a legislação às novas relações de trabalho, a lei mudou alguns pontos sobre contratações.

A principal mudança foi a permissão para que as empresas contratem profissionais terceirizados para qualquer função, inclusive atividades-fim. Antes, a regra permitia que terceirizados só pudessem ser contratados para atividades-meio.

Independente da decisão tomada, o importante é estar ciente da importância de garantir a qualidade de todos os setores da sua empresa. Com uma equipe enxuta, às vezes realmente é mais vantajoso terceirizar o departamento pessoal para poder focar no desenvolvimento humano através do setor de RH e focar nas pessoas que fazem parte do seu time.

 

TERCEIRIZE com a DP-Remoto.
Acesse nosso site ou entre em contato conosco e conheça nossos serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Configurações de privacidade
Usamos cookies para melhorar sua experiência ao usar nosso site. Se estiver usando nossos Serviços por meio de um navegador, você pode restringir, bloquear ou remover cookies nas configurações do seu navegador. Também usamos conteúdo e scripts de terceiros que podem usar tecnologias de rastreamento. Você pode fornecer seu consentimento seletivamente abaixo para permitir tais incorporações de terceiros. Para obter informações completas sobre os cookies que usamos, dados que coletamos e como os processamos.
Youtube
Consentimento para exibir conteúdo de - Youtube
Vimeo
Consentimento para exibir conteúdo de - Vimeo
Google Maps
Consentimento para exibir conteúdo de - Google
Spotify
Consentimento para exibir conteúdo de - Spotify
Sound Cloud
Consentimento para exibir conteúdo de - Sound
blog
×

Olá, seja bem vindo!

Fale conosco ou envie um e-mail para
comercial@dp-remoto.com.br

 

ATENÇÃO: Apenas contato comercial.

× Posso ajudar?